Sissa Schultz

Expressões

Textos

CONVERSANDO COM O VERSO...


 
Não me peçam coerência
É algo com que não poderia contar
Pois, para falar de AMOR,
Eu, independente que sou,
Dependo dela...
 
Para tentar entender o que sinto
CONVERSO COM  O VERSO
E pergunto:
- Por que amo uma pessoa simples
E ao mesmo tempo tão complicada?
 
E o VERSO responde:
- Não procure entendê-la
Ame naturalmente sem receios
Sem a intenção de conquistá-la
E aí chegará ao seu coração...
 
Por ela eu até te usaria, VERSO...
Você que entende profundamente de AMOR
Eu lhe proponho:
Conspire, conspire comigo!
Eu serei a pólvora e você o pavio...
 
Mas, e dai, o que faço?
CONVERSO com o VERSO?
Ou CONVERSO com a MUSA?
E se ela preferir conversar com o VERSO?
 
Acho que não oferece perigo
O que faria o VERSO para conquistá-la?
Ficaria sem pé nem cabeça
Porque o VERSO não tem CORAÇÂO
E para que ela o ame
 
PRECISARÁ DA MINHA PAIXÃO!!!
Sissa Schultz
Enviado por Sissa Schultz em 17/03/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras