Sissa Schultz

Expressões

Textos

A RUA DE CLARICE...

Hoje, eu vi a minha rua mudar para bem longe!

Ela se foi...
Para não ver mais faces disfarçadas
Ouvir as mesmas histórias sem paixão
Ficar tonta infinitas vezes
Pelas pessoas que andavam na contramão
Principalmente, porque a contramão era a vida...

Hoje, eu vi a minha rua cada vez mais distante!

Fugindo dos desamores antigos
Das crianças famintas de amor e pão
Dos cães vagabundos tentando atravessá-la
Dos solitários ao encontro de olhares amigos...

Hoje, eu vi a minha rua desaparecer no horizonte!

Imaginei para onde teria ido...
Certamente à procura de flores azuis e um gramado verde
Com desejo de ser ao mesmo tempo
Céu e chão...
Para caminhantes que tragam na bagagem
Versos e sonhos...
E ser tapete, apenas,

— Para seres vestidos de branco!
Sissa Schultz
Enviado por Sissa Schultz em 16/03/2011
Alterado em 22/03/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras